meus orçamentos
LiveZilla Live Help
Conheça nossa loja.

Notícias

Caminhoneiro: Aprenda como declarar seu imposto de renda!

15/01/2018
Não tem jeito, o imposto de renda parece um pesadelo na vida de qualquer trabalhador. Muitas vezes ficamos tão confusos com a quantidade de documentos e regras a serem consideradas que não sabemos por onde começar. 

Para facilitar a sua vida, nós vamos te apresentar um resumo simples do que considerar na hora de declarar o seu imposto de renda. Assim, você já terá um caminho para seguir e caso precise fazer alguma pesquisa sobre o assunto, já saberá por onde começar. Boa leitura!

Quando devo começar a declarar imposto de renda?

• Recebeu, no ano anterior, rendimentos tributáveis que somaram mais de R$ 28.559,70. (relacionados a trabalho, aluguéis, pensões e benefícios se encaixam nessa categoria)
• Possuía, em 31 de dezembro do ano anterior, imóveis, veículos e outros bens acima do valor de R$ 300 mil.
• Conseguiu ganho de capital na venda de imóveis, veículos e outros bens sujeitos ao imposto de renda.
• Teve receita bruta de atividade rural superior a R$ 142.798,50
• Optou pela isenção do imposto de renda sobre ganho de capital obtido na venda de imóvel residencial ao usar o dinheiro integralmente na compra de outro imóvel no Brasil, no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato de venda
• Recebeu acima de R$ 40 mil em rendimentos isentos (como juros de poupança ou FGTS), não tributáveis (como indenizações em Plano de Desligamento Voluntário e outros tipos) ou tributados na fonte (como 13º salário, ganhos com aplicação financeira e prêmios de loterias).
• Fez operações em bolsas de valores, de mercadorias e de títulos futuros, ou obteve ganho de capital com esses investimentos no ano anterior.
• Passou a ser residente no Brasil no ano anterior e estava nessa condição em 31 de dezembro.

Baixe o programa ou aplicativo da Receita Federal

Ao contrário do que possa parecer, a Receita Federal tem muito interesse em facilitar o recolhimento e agilizar o envio do imposto de renda. Uma das facilitações que ela está colocando em prática nos últimos anos é a elaboração de aplicativos que agilizam o processo.

Com abordagens mais práticas e aparência amigável. Os aplicativos são ótimos para quem gosta de fazer tudo pelo smartphone – acessar o banco, pagar as contas, etc – neste link você pode encontrar onde baixar o aplicativo ou o programa de computador. 

Separe a documentação

O imposto de renda é baseado em selecionar a documentação correta. Para você caminhoneiro, o imposto de renda é declarado com base nos seus fretes. Sendo assim, tenha em mãos as notas fiscais geradas durante o ano antes de declarar o seu imposto de renda. 

Todo caminhoneiro autônomo deve recolher o seu fundo de garantia ao longo do ano. Lembre-se de guardar esse documento para utilizá-lo na hora da declaração do imposto de renda. 

Os documentos mais comuns são:

Documentos de identificação: RG, título de eleitor, reservista, dados da conta bancária (para a restituição).

Documentos que comprovem os rendimentos recebidos: salários, participação nos lucros, pró-labore, notas fiscais, etc.

Importante: autônomos devem sempre procurar guardar recibos e notas fiscais, fornecidos aos contratantes, só assim é possível comprovar com precisão os ganhos ao longo do ano.

Também fique atento aos documentos como recibo de aluguéis do ano anterior. Note, toda movimentação financeira do ano anterior deverá ser levada em conta na hora de declarar o seu imposto de renda.

Acesse a guia correta

Para motoristas autônomos a guia se chama “rendimento de pessoa autônoma realizando transporte de carga para pessoa jurídica”, ufa! É longo, mas não poderia ser mais autoexplicativo. 

Essa guia contém todos os itens necessários para que você declare o seu imposto de renda sem maiores dificuldades. 

Não tenha vergonha de perguntar

Essa dica é valiosa para todo caminhoneiro que quer declarar o seu imposto de renda. Pois, não importa quantas vezes você pesquise e nem quantos vídeos você assista sobre o assunto, sempre vai dar aquele friozinho na barriga na hora de enviar o seu imposto de renda. 

Por este motivo, não tenha vergonha em conversar e perguntar para as pessoas que já estão acostumadas a enviar o imposto de renda. Você vai ver que na prática é muito mais simples do que parece. 

Por fim, o mais importante, mantenha a calma e leia com atenção

A declaração do imposto de renda é algo pessoal, sendo assim, a forma de declarar e os documentos necessários mudarão de pessoa para pessoa. Para que você não se confunda, o melhor conselho que podemos dar é: mantenha a calma e leia com atenção. 

Declarar o imposto de renda é obrigatório e requer paciência. Não adianta tentar resolver tudo em cinco minutinhos, pois depois você poderá ter um ano todo de dor de cabeça. 

Separe um tempo, reúna a sua documentação, acesse as guias através da internet ou do seu celular. Faça todo o procedimento com calma em não tenha medo de perguntar para um amigo ou um profissional.

Gostou das nossas dicas? Não deixe de seguir nossas redes sociais. Estamos sempre procurando maneiras de facilitar o seu trabalho. 


+ Ver todas